Apontado como um importante aliado na reabilitação física do paciente transplantado, o exercício físico contribui, também, para a reinserção social e bem-estar dos transplantados.

A Atividade física regular é um aspecto essencial na manutenção da saúde, ou prevenção de doenças. Reforçar sua indicação nunca é demais, principalmente para quem ainda realizará um transplante – e ela deve ser mantida até a recuperação.